Cãominhada

Cãominhada é um projeto de voluntariado para passeios com cães que estão a espera de adoção.

Trabalhar fora e ter um cachorro. Como conciliar?

Sempre ouvimos histórias como: alguém é doido pra ter um cachorro em casa, mas trabalha fora o dia inteiro, e tem “dó” de deixar o animal sozinho. É mais comum do que a gente pensa, e você com certeza já ouviu algo parecido, não é mesmo?

De antemão, já avisamos: sim, é totalmente possível conciliar as duas coisas! Mas então, o que fazer? Hoje em dia, vivemos num mundo super moderno, e muitas pessoas moram sozinhas, ou com um companheiro, que podem passar o dia todo trabalhando fora. É comum do paulista, a gente sabe. Mas não é preciso esperar a chegada dos filhos, da aposentadoria nem nada disso para ter um animal em casa.

Existem muitas pessoas que tem cachorros (e moram sozinhas!), ou são casadas e a casa fica vazia durante o dia.  Não é o ideal, mas é possível sim, afinal, o amor de um pet é incondicional, e tudo pode se ajeitar. Basta um pouquinho de força de vontade.

Helena

Helena

Vamos à prática:

Pra começar, vale ressaltar que ter um cão é uma responsabilidade enorme, e requer muita paciência e carinho. Afinal, ele ficará por pelo menos 10 anos sob os seus cuidados.

Tente optar por um cachorro com uma personalidade mais independente na hora da adoção, seja por conta da idade, ou pelo perfil dele mesmo, para que ele não sinta tanta diferença quando chegar na nova casa. Pois quem é doglover, sabe muito bem que alguns cachorros podem ser carentes demais, e esses necessitam sim de mais atenção durante mais tempo, principalmente se forem filhotes.

É importante também acostumar o cão a passar um tempo sozinho, mesmo quando você estiver em casa. Isso pode evitar o estresse do animal, e evitar crises de ansiedade por separação. Comece ficando 10 minutos fora de casa. Depois fique 20 minutos. Depois 1 hora. Por fim, passe o dia fora e veja como seu cachorro se sai.

Se você tiver que passar alguns dias fora por conta do trabalho, deixe o cão na casa de algum parente que ele já esteja acostumado, ou peça para alguém levá-lo para passear e dar comida enquanto você estiver fora, assim ele não se sentirá solitário por muito tempo!

Se você tem espaço em casa, pense em ter mais que um cão, pois eles adoram companhia, e se sentem mais seguros juntos. Além de brincar e comer nos mesmos horários, a presença de um acalma o outro. E isso faz um bem enorme, imagine só: festa em dobro quando você chegar em casa!

Resumindo: a chave do negócio é o planejamento, e claro, amor, carinho e dedicação. Ter um dia conturbado no trabalho não é desculpa, pois o cachorro se adapta ao nosso estilo de vida, ele não vai gostar menos de você por isso.  Se você se comprometer a dar carinho (a hora que for), cumprir com os deveres de um dono responsável, tudo vai se resolver da melhor maneira possível.

E lembre-se : sempre preze pelo bem-estar do animal, não importa como, quando e por que. Mas ele merece.

Aqui, a gente repete quantas vezes for necessário: amor incondicional NUNCA é demais!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado em 16/11/2016 por em Você Sabia?.
%d blogueiros gostam disto: